Psicoterapia breve: entenda como funciona a técnica

Saulo Cavalcanti

Você já ouviu falar em psicoterapia breve? Está é uma técnica desenvolvida por psicólogos, para pessoas que precisam superar questões emocionais ou comportamentais, mas que não têm tempo ou dinheiro para custear um tratamento mais profundo.

Estilo de terapia tem melhores resultados com pessoas objetivas e práticas.Essa psicoterapia atua de forma mais prática e objetiva, indo direto ao ponto. Em sessões, com número de encontro reduzido, o psicólogo avaliará a situação a ser resolvida, e aplicará técnicas específicas para a abordagem daquele quadro.

Não tem como saber o número de sessões necessárias, pois cada pessoa tem seu tempo de resposta.

Em quais casos a psicoterapia breve é indicada?

A psicoterapia breve tem indicação em momentos onde a pessoa precisa resolver uma questão específica a ser superada, porém não tem muito tempo até a solução.É mais indicada para pessoas mais diretas, que não precisam de muitos desabafos. Veja alguns exemplos:

1. Problemas

Pode ser crise no casamento ou problemas no trabalho, que a pessoa precisa descobrir formas de lidar com um chefe ou um colega.

2. Família

Parente vive algum conflito que mexe com a pessoa.

3. Compromisso

Apresentação importante na empresa ou na universidade.

4. Eventualidades

Crise emocional devido a acontecimentos não planejados;

5. Medo

Fobias específicas de animais ou de objetos.

6. Insegurança

Medo de sair de casa.

7. Estado psicológico

Depressão leve, não é indicada para casos mais graves.

8. Decisões

Necessidade de tomada de decisão em situações que envolvem separação, emprego, mudanças de cidade, qual curso prestará no vestibular etc.

9. Ansiedade

Nervosismo ao fazer testes e nota baixa reflete o problema.

 

Ou seja, a psicoterapia breve é indicada em situações em que o problema pode ser superado sem necessidade de uma análise mais profunda da psiquê do paciente. Em quais casos ela não é indicada:

1. Personalidade dependente

2. Borderline

3. Personalidade obsessiva-compulsiva

4. Histriônica, esquiva, esquizóide

5. Pessoas com tendência anti-social, narcisista e paranoide

6. Personalidade passivo agressivo

7. Dependência de drogas e álcool

8. Depressão profunda

9. Transtorno bipolar

10. Hiperatividade

Como funciona a psicoterapia breve

A psicoterapia breve é focada na queixa principal do paciente. O psicólogo será mais participativo do que seria numa psicoterapia profunda.

O paciente perceberá que o profissional será mais direto e tenderá a apontar o caminho terapêutico de forma que este momento não seja desviado com situações e questões fora do foco da terapia.

Cabe lembrar que ela não se baseia tanto no acolhimento, pois o paciente não tem tempo para esta etapa. O tempo para desabafo é menor e, por isso, a técnica é mais bem aceita por pessoas que têm um estilo de vida mais objetivo e prático.

Os resultados obtidos ao longo desta terapia também serão melhores em pessoas com mais facilidade em expressar pensamentos, interesse em compreender e tentar novas formas de lidar com o mundo. O grau de comprometimento do paciente também faz diferença nos resultados. Quanto maior, melhor.

O paciente pode pedir ao psicólogo que deseja que ele trabalhe com as técnicas de psicoterapia breve naquela situação específica. Mas para isso, é preciso ter certeza que aquele profissional trabalha com este tipo de terapia.

 

Comments are closed.

Login

Perdeu sua senha?